Curadores do Festival Pan-Amazônico de Cinema – AMAZÔNIA DOC 6ª Edição

img
Longas

Zienhe Castro

Zienhe Castro, nascida em Belém, é diretora, produtora e roteirista na ZFilmes. Atua como produtora cultural há 25 anos. Estudou Letras e Artes e Comunicação na UFPA e cursou Tecnologia do Cinema na UES-RJ em 2001/2003. Em 2009 estudou Roteiro e direção para documentários na Escuela de Cine e Tv de San Antonio de Los Baños em Cuba.

De 2009 a 2019, dirigiu e produziu diversos filmes: O documentário “ERVAS E SABERES DA FLORESTA”, premiado pelo Programa Petrobras Cultural, produzido em 2011 e lançado em 2012; em 2013, o curta-metragem de ficção “PROMESSA EM AZUL E BRANCO”, baseado no conto homônimo da escritora paraense Eneida de Moraes, via edital do Ministério da Cultura em 2010; em 2016, dois novos trabalhos, “GRITOS DA TERRA” um curta ficcional/experimental em parceria com Geneviève Pressler, e ainda o curta documentário “DEIXE EU LHE DIZER” sobre a vida do agricultor da mandioca e produtor de farinha de mandioca Bené Batista da Silva; em 2017 o curta-metragem foto-filme JOSEFINA, premiado pelo edital SEIVA de Produção Artística; em 2018/2019, o curta ficção HOMEM DO CENTRAL HOTEL e o curta ficção PRAIANO (em parceria no Roteiro com o ator Claudio Barros e o escritor Manoel Leite), ambas produções derivadas de Editais de apoio da Ancine. É responsável pela fundação, Direção e Coordenação Geral do AMAZÔNIA DOC – Festival Pan-Amazônico de Cinema, que envolve os 9 países pan-amazônicos e que teve a sua 5ª edição em 2019 e em 2020 chega à sua 6ª edição, no formato On-Line mas com a criação de mais dois festivais: O AMAZONAS DO CINEMA e o Festival CURTA ESCOLAS.

img
Longas

Marco Antônio Moreira

Crítico de Cinema, escreve em jornais paraenses desde 1978 e atua em rádio desde 2010. É Curador do Amazônia DOC desde a sua primeira edição, em 2009. Presidente da Associação de Críticos do Pará (ACCPA), membro da ABRACCINE, desde 2006 cuida da programação do mais antigo cinema de rua do Brasil, o Cine Olympia, de 1903. Atua como professor de cursos de Cinema em várias instituições e universidades paraenses, como IESAM e UFPA.

img
Longas

Yasmin Pires

Professora do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal do Pará (UFPA). Mestra em Filosofia pela UFPA com linha de pesquisa em Estética. Graduada em Comunicação Social com ênfase em Publicidade e Propaganda pela Universidade da Amazônia (UNAMA) e em Cinema e Audiovisual pela UFPA. Na área prática tem experiência em realização audiovisual e participação profissional em pequenas e médias produções como diretora de fotografia, editora e assistente de produção. Em publicidade, atua em direção de arte, fotografia e videomaking. Organizou a II edição do evento Cinema Pela Verdade no Pará e em 2012 e foi júri do Festival Audiovisual de Belém em 2016.

img
Curtas

Manoel Leite

Manoel Leite é paraense, psicanalista, produtor cultural, roteirista, fotógrafo e editor. Formou-se em Eng. Aeronáutica no ITA e mudou-se para o Rio de Janeiro onde fez cursos em Cinema e Filosofia na PUC. Fez formação em Psicanálise Lacaniana, e coordenou cursos da intersecção entre Psicanálise e Cinema. Em 2008 criou, com o apoio do Grupo Educacional Ideal, um edital de curta-metragem. Juntou-se à Zfilmes e produziu em 2012 seu primeiro curta, “Certeza”. A partir daí desenvolve-se como roteirista, produtor e editor, participando desta forma das produções “Gritos da terra” (2015), “Deixa eu lhe dizer” (2016) e “Josefina” (2017). Em 2017 teve dois roteiros co-escritos aprovados em edital do MinC para produção, “O Homem do Central Hotel” e “Praiano”. Concluiu em 2018 curso de especialização em desenvolvimento de projetos de Série para TV, na Faculdade Hélio Alonso (RJ). Desde 2018 tornou-se um dos principais editores da ZFilmes e da Espia!Filmes (Produtora portuguesa, ligada à ZFilmes), esta última especializada em vídeos para a internet. É o editor principal das vídeo-aulas das oficinas do Festival Amazônia DOC, e Curador desde a 3ª Edição, na qual ministrou também o Curso “Psicanálise e Cinema”.

img
Curtas

Carol Abreu

Graduada em Educação Artística, com título de Licenciatura Plena em Educação Artística - Artes Plásticas pela UFPA, com graduação em Desenvolvimento de Sistemas e de Software pela UNAMA. Pós Graduação em Design Gráfico pelo IESAM. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Artes, projetos gráficos, fotografia e cinema. Mestranda em Artes, UFPA no Programa de Pós Graduação em Artes - PPGArtes. Atualmente atua na área de Cinema/Audiovisual e Artes Visuais do Centro Cultural Sesc Boulevard - Sesc Pará, promovendo cursos, oficinas, mostras e programações dentro da área Audiovisual.

img
Curtas

Felipe Pamplona

Felipe Nunes Pamplona. Artista e pesquisador, mestrando em cinema documental pela unversidad del cine, Buenos Aires-Argentina . Desenvolve projetos no campo das artes visuais e do cinema expandido desde 2010.Atuando como curador e programador de mostras e festivais. Como a mostra Metaesquema de arte contemporânea, maquinária de cinema experimetal , festival de cinema e direitos humanos na américa do sul e o festival Amazoniadoc - festival Pan-amazônico de cinema documental. Ministra aulas e oficinas de vídeo experimental e cinema de found-footage. Prêmio diário contemporâneo com a videoinstalação “cronopintura” em 2010. Como fotógrafo e produtor trabalho em projetos de documentários e vídeo experimentais. É coordenador do núcleo de produção digital da casa das artes ( FCP-PA) onde é programador do cineclube Alexandrino Moreira desde 2015 além organiza seminários, mostras e oficinas no campo do cinema e da arte contemporânea.

img
Estagiária de Curadoria

Bia Sena

Bia Sena, 20 anos, estudante de Cinema e Audiovisual pela UFPA. Fez parte do produção do quinto festival de cinema universitário Toró, em 2019. Efetuou trabalhos em curtas universitários como assistente nas áreas de arte e som.

Curadores Festival AS AMAZONAS DO CINEMA 1ª Edição

img
Longas

Zienhe Castro

Zienhe Castro, nascida em Belém, é diretora, produtora e roteirista na ZFilmes. Atua como produtora cultural há 25 anos. Estudou Letras e Artes e Comunicação na UFPA e cursou Tecnologia do Cinema na UES-RJ em 2001/2003. Em 2009 estudou Roteiro e direção para documentários na Escuela de Cine e Tv de San Antonio de Los Baños em Cuba.

De 2009 a 2019, dirigiu e produziu diversos filmes: O documentário “ERVAS E SABERES DA FLORESTA”, premiado pelo Programa Petrobras Cultural, produzido em 2011 e lançado em 2012; em 2013, o curta-metragem de ficção “PROMESSA EM AZUL E BRANCO”, baseado no conto homônimo da escritora paraense Eneida de Moraes, via edital do Ministério da Cultura em 2010; em 2016, dois novos trabalhos, “GRITOS DA TERRA” um curta ficcional/experimental em parceria com Geneviève Pressler, e ainda o curta documentário “DEIXE EU LHE DIZER” sobre a vida do agricultor da mandioca e produtor de farinha de mandioca Bené Batista da Silva; em 2017 o curta-metragem foto-filme JOSEFINA, premiado pelo edital SEIVA de Produção Artística; em 2018/2019, o curta ficção HOMEM DO CENTRAL HOTEL e o curta ficção PRAIANO (em parceria no Roteiro com o ator Claudio Barros e o escritor Manoel Leite), ambas produções derivadas de Editais de apoio da Ancine. É responsável pela fundação, Direção e Coordenação Geral do AMAZÔNIA DOC – Festival Pan-Amazônico de Cinema, que envolve os 9 países pan-amazônicos e que teve a sua 5ª edição em 2019 e em 2020 chega à sua 6ª edição, no formato On-Line mas com a criação de mais dois festivais: O AMAZONAS DO CINEMA e o Festival CURTA ESCOLAS.

img
Longas

Lorenna Montenegro

Crítica de cinema, roteirista, jornalista cultural e produtora de conteúdo, com mais de 18 anos de atuação na área. É uma Elvira, o Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema que possui integrantes de todos os cantos do país. Cursou Produção Audiovisual na PUCRS e ministra oficinas e cursos sobre crítica, história e estética do cinema/vídeo, além de participar como júri e palestrante na Mostra Nacional Sesc de cinema, Festival Varilux de Cinema Francês, Mostra de Cinema e Direitos Humanos, Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, Festival de Cinema de Gramado e Festival Pan-Amazônico Amazônia Doc.

img
Curtas

Carol Abreu

Graduação em Educação Artística , título de Licenciatura Plena em Educação Artística - Artes Plásticas pela Universidade Federal do Pará (2003-2008). Também possui graduação em Desenvolvimento de Sistemas e de Software pela Universidade da Amazônia - UNAMA (2002-2004). Pós Graduação em Design Gráfico pelo Instituto de Estudos Superiores da Amazônia - IESAM (2010 - incompleto). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Artes, projetos gráficos, fotografia e cinema. Mestranda em Artes, UFPA no Programa de Pós Graduação em Artes - PPGArtes (2016-2018 - cursando). Atualmente atua como Técnico de Cultura na área de Cinema/Audiovisual e Artes Visuais do Centro Cultural Sesc Boulevard - Sesc Pará, desde 2009, promovendo cursos, oficinas, mostras e programações dentro da área Audiovisual. Tem experiência na área de Artes e Audiovisual, com ênfase em Artes, atuando principalmente nos seguintes temas: cinema, arte, cultura e festival. Desenvolve trabalhos na área de design gráfico, como elaboração de projetos gráficos de livros, revistas, identidades visuais e sites.

img
Curtas

Flávia Abtibol

Flávia Abtibol é jornalista por formação, Mestre em Sociedade e Cultura na Amazônia (Ufam/AM), Especialista em Divulgação e Jornalismo Científico na Amazônia (Fiocruz ILMD) e desde 2004 atua na área audiovisual em Pesquisa, Produção, Roteiro e Direção de obras independentes para cinema e televisão. Criou e produziu documentários, ficções, videoclipes, programas de televisão e mostras audiovisuais que privilegiam aspectos da cultura amazônica e novos diálogos entre modernidade e tradição.

Curadores Festival CURTA ESCOLAS 1ª Edição

img
Longas

Zienhe Castro

Zienhe Castro, nascida em Belém, é diretora, produtora e roteirista na ZFilmes. Atua como produtora cultural há 25 anos. Estudou Letras e Artes e Comunicação na UFPA e cursou Tecnologia do Cinema na UES-RJ em 2001/2003. Em 2009 estudou Roteiro e direção para documentários na Escuela de Cine e Tv de San Antonio de Los Baños em Cuba.

De 2009 a 2019, dirigiu e produziu diversos filmes: O documentário “ERVAS E SABERES DA FLORESTA”, premiado pelo Programa Petrobras Cultural, produzido em 2011 e lançado em 2012; em 2013, o curta-metragem de ficção “PROMESSA EM AZUL E BRANCO”, baseado no conto homônimo da escritora paraense Eneida de Moraes, via edital do Ministério da Cultura em 2010; em 2016, dois novos trabalhos, “GRITOS DA TERRA” um curta ficcional/experimental em parceria com Geneviève Pressler, e ainda o curta documentário “DEIXE EU LHE DIZER” sobre a vida do agricultor da mandioca e produtor de farinha de mandioca Bené Batista da Silva; em 2017 o curta-metragem foto-filme JOSEFINA, premiado pelo edital SEIVA de Produção Artística; em 2018/2019, o curta ficção HOMEM DO CENTRAL HOTEL e o curta ficção PRAIANO (em parceria no Roteiro com o ator Claudio Barros e o escritor Manoel Leite), ambas produções derivadas de Editais de apoio da Ancine. É responsável pela fundação, Direção e Coordenação Geral do AMAZÔNIA DOC – Festival Pan-Amazônico de Cinema, que envolve os 9 países pan-amazônicos e que teve a sua 5ª edição em 2019 e em 2020 chega à sua 6ª edição, no formato On-Line mas com a criação de mais dois festivais: O AMAZONAS DO CINEMA e o Festival CURTA ESCOLAS.

img
Longas

Felipe Cortes

Jornalista com especialização em Produção Audiovisual (Estácio / Iesam) e Mestrado em Artes (PPGARTES/UFPa). Atuou na TV Cultura do Pará entre 2011 e 2018, realizando documentários, videoartes e programas de divulgação artística e cultural. Foi apresentador e editor da revista eletrônica Circuito, que entre 2015 e 2018 mapeou a produção artística paraense. Hoje atua em projetos que conciliam educação, audiovisual e cidadania como "Cenas de Paz" (Governo do Pará) e "Circular Campina Cidade Velha"

Amazônia DOC




Amazônia DOC
Amazônia DOC