Mostra retrospectiva apresenta premiados a partir desta quinta-feira (20), com entrada gratuita

Publicado em: 19/06/2019 Autor: Dominik Assunto: Uncategorized Tempo de leitura: 3 minutos

O Amazônia DOC – Festival Pan-Amazônico de Cinema apresenta a partir desta quinta-feira (20) até dia 26 uma mostra retrospectiva com filmes premiados na quinta edição do evento, além de reexibir os filmes lançados durante as sessões extras, no Cinema Olympia, em Belém. A entrada é gratuita.

O festival é uma realização da Secretaria do Audiovisual e Secretaria Especial da Cultura, do Ministério da Cidadania, com co-realização do Instituto de Cultura da Amazônia (Culta) e Secretaria de Estado de Cultura do Pará (Secult-PA) e produção de ZFilmes. Apoio cultural: Fundação Cultural do Pará (FCP), Sesc, Belém Soft Hotel, San Tito, Universidade Federal do Pará (UFPA), Sebrae, Estrela do Norte, Banpará, Pará 2000, NET. Apoio: YetLab, Inovador Talvez, CONNE, Projeto Circular e Funtelpa.

O filme que abre a programação nesta quinta, às 16h30, é um curta-metragem em homenagem à professora e crítica de cinema Maria Luzia Miranda Álvares, que teve sua trajetória celebrada nesta edição. Com direção de Zienhe Castro, a produção apresenta depoimento das memórias da professora, desde os tempos dos primeiros cineclubes em Belém até a discussão sobre cinema e gënero na Universidade Federal do Pará (UFPA).  

Em seguida, será exibido “Léguas a nos separar”, de Vitor Souza Lima, vencedor na categoria melhor curta metragem da mostra “Amazônia Legal”. E também “Torre das Donzelas”, da diretora carioca Susanna Lira, lançado em 2018, e que recebeu o prêmio de Melhor Documentário no Festival do Rio do ano passado, além do Prêmio Petrobras de Cinema na 42ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e de Melhor Direção no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

“Torre das Donzelas” conta a história da luta das presas políticas no Brasil a partir da vida de mulheres militantes de esquerda e ex-companheiras de cela de Dilma Rousseff na ditadura militar. Elas estiveram presas juntas na década de 70 na Torre das Donzelas, como era chamado o conjunto de celas femininas no alto do Presídio.

Produções paraenses

No domingo (23), serão reexibidos “Explosão da Ilha”, de Leo Chermont, e que conta a história do contato do músico paraense com um dos principais mestres do carimbó da região do salgado, mestre Chico Braga, de Algodoal, município de Marapanim. Também abordando a temática da música tradicional do estado, no mesmo dia será reapresentado “Boi do Pavulagem é boi do mundo”, de Ursula Vidal e Homero Fortunato, que mostra a trajetória do grupo Arraial do Pavulagem.

De 2009
E para finalizar, o dia 26 foi reservado para a exibição dos premiados na primeira edição do evento, em 2009, com “Verde terra prometida: laços Amazônia e nordeste”, da antropóloga Cláudia Kahwage, sobre a vinda de famílias do estado da região nordeste para cidades amazônicas; e “Mataram irmã Dorothy”, de Daniel Junge, sobre a morte da missionária norte-americana em 2005, na cidade de Anapu.

Confira programação completa  

Mostra retrospectiva – Premiados Amazônia Doc 2019

De 20 a 26/06/10

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 12 ANOS

Dia 20/06 – 16h30min

Curta Metragem de Homenagem Luzia Miranda Álvares

Dir. Zienhe Castro (10’)

“LÉGUAS A NOS SEPARAR”

Dir.: Vitor Souza Lima (24’)

“TORRE DAS DONZELAS”

Dir. Susanna Lira (98’)

Dia 21/06 – 18h30min

“MAJUR”

Dir.: Rafael Irineu (20”)

“BEAT É PROTESTO! O FUNK PELA ÓTICA FEMININA”

Dir. Mayara Efe (23’)

“MAMIRAUA”

Dir.: Silvio Da-rin (90’)

Dia 22/06 – 16h30min

“HUAHUA”

Dir.: José Espinosa Anguaya (70”)

“BIMI SHU YKAYA”

Dir. Yube huni kuin/ Siã Huni Kuin/Isaka huni kuin  (52’)

Dia 23/06 – 16h30min

Curta Metragem de Homenagem Luzia Miranda Álvares

Dir. Zienhe Castro (10’)

“EXPLOSÃO DA ILHA”

Dir.: Léo Chermont (20’)

“BOI DO PAVULAGEM É BOI DO MUNDO”

Dir. Úrsula Vidal/ Homero Flavio (52’)

Dia 25/06 – 18h30min

“EM EL MURMULLO DEL VENTO”

Dir.: Nina Wara Carrasco (61’ )

“SOTAQUE DO OLHAR”

Dir. Mikaela Plotkin (74’)

Dia 26/06 – 18h30min

Curta Metragem de Homenagem Luzia Miranda Álvares

Dir. Zienhe Castro (10’)

“VERDE TERRA PROMETIDA: LAÇOS AMAZÔNIA E NORDESTE”

Dir.: Claudia Kahwage (26’)

“MATARAM IRMÃ DOROTHY”

Dir. Daniel Junge (94’)

Promoção: Z FILMES

Entrada franca

Sessões: terça a sexta-feira, às 18h30; sábados, domingos e feriados às 16h30